A sociologia como ciência e seu objeto. Os problemas sociológicos e os métodos sociológicos. Os contextos históricos do aparecimento da sociologia. Conceitos sociológicos fundamentais. A vida em sociedade e os elementos básicos do convívio social. As formações sociais: a sociedade capitalista, estrutura e funcionamento. As formas de contexto social e os movimentos sociais.

Leitura e interpretação das obras de Émile Durkheim, Max Weber e Karl Marx. Apresentação à escola de Frankfurt, seus autores e obras principais, o contexto histórico em que se insere. Definição dos conceitos fundamentais usados pela escola de Frankfurt e pela chamada teoria crítica. 

Estudo dos aspectos formadores da política: poder, dominação, autoridade, legitimidade, regime, Estado, governo e sistemas políticos clássicos. Os diferentes significados ou acepções do termo Política e o sentido de Teoria Política Clássica. A Política e os tipos de Poder. Os fundamentos das doutrinas filosófico-políticas da Alta Idade Média. A Europa na transição da Idade Média para a Idade Moderna: contexto de formação do Estado Moderno. “O Príncipe” e o exercício do poder. O Leviatã de Thomas Hobbes. John Locke – o individualismo liberal. Montesquieu e o liberalismo na França. Jean Jacques Rousseau – o pensador da igualdade.

A disciplina apresenta as principais tradições de pensamento que consolidaram a Antropologia enquanto ciência e marco teórico dentro das ciências sociais. Apresenta reflexão teórica e metodológica sobre conceitos fundamentais da antropologia social britânica, do culturalismo norte-americano e do estruturalismo francês por meio do estudo de autores fundamentais e de conceitos como os de cultura, sociedade, função, estrutura e símbolo. Estabelece diálogo com temas atuais como a diversidade cultural, as relações de poder, as religiões, as relações dos homens com o mundo natural, indicando a vitalidade dos clássicos para pensar o mundo atual.